(11) 3383-1200
(11) 96648-6021
 › 
 › 
Coreia do Sul

Viagem para Coréia do Sul

Se você pretende passar uma temporada em um lugar que combina tradições milenares, culinária exótica e paisagens contrastantes, a Coreia do Sul é o destino certo! Recentemente aberto para o turismo, o país guarda tesouros preciosos para serem desvendados pelos novos visitantes que aterrissam por ali. Visite e surpreenda-se!
Quando Viajar?
jan
fev
mar
abr
mai
jun
jul
ago
set
out
nov
dez
Melhor época
Boa época
Época não aconselhada

Em Seul, a capital da Coreia do Sul, há muito para ver! Localizado no centro da cidade, o templo Jogyesa foi construído em 1910 e é considerado uma das três joias do budismo no país. No mês em que é comemorado o aniversário de Buda, o templo é decorado com inúmeroas lanternas de lótus, assim como toda a cidade. O ambiente rende belíssimas fotos e uma experiência inesquecível!

Outro ponto turístico imperdível de Seul é a Casa Azul, residência oficial do chefe de estado sul-coreano. Lá, é interessante acompanhar a troca da guarda. Também vale a pena conhecer o Palácio Gyeongbok, construído em 1395 e considerado o maior e mais bonito palácio de Seul. Ainda reseve um tempo para conhecer o Museu do Folclore Nacional, que oferece atividades educativas e culturais, e o Museu Nacional da Coreia, o maior museu da Ásia e um dos maiores do mundo, com um riquíssimo acervo.

Por fim, o Túnel da Agressão, localizado na DMZ, área de fronteira com a Coreia do Norte, é parada obrigatória para quem deseja saber mais sobre a guerra entre os dois países.

A cidade de Gyeongju também pede uma visita: ela era a capital do reino de Silla quando a península foi unificada, em 676 a.C. No período, a região transformou-se no centro da Coreia e, por isso, foi considerada pela Unesco como um dos dez lugares históricos mais significativos do mundo. Não é por acaso que a área ficou conhecida como “o museu sem paredes“.

A Gruta Seokguram, construída nos declives do Monte Tohamonde, abriga uma monumental estátua de Buda. O Templo Bulguksa, Patrimônio Mundial da Unesco, é considerado uma obra de arte do apogeu do budismo. No Parque Tumuli estão as 23 tumbas da dinastia Silla. Já o Observatório Cheomseongdae é considerado o mais antigo observatório da Ásia e, por isso, é admirado por arqueólogos de todo o planeta. Não deixe de visitar Anapji, uma lagoa artificial construída para o lazer da família real.

Busan é a segunda maior área metropolitana da Coreia do Sul. Prepare-se para conhecer belas praias, mercados tradicionais que datam de quase meio século atrás e uma vibrante vida noturna. Os mercados mais tradicionais são o de Jagalchi, o maior comércio de frutos do mar do país; o de Gukje, com suas mercadorias que chegam importadas pelo porto de Busan; e o BIFF Square, que atrai centenas de pessoas para as suas barraquinhas de comida.

Gamcheon Culture Village é uma vila com casas coloridas construídas e pintadas pela população local que se alojou na região na década de 1950. Hoje, a área tornou-se artsy com suas pequenas galerias e lojas de artesanato. Em Yongdusan Park, aprecie uma vista panorâmica da cidade. O local fica próximo do Beomeosa, um dos três templos da região que também não podem faltar no seu roteiro.

E o que falar de Oryukdo Skywalk? Aberto ao público em 2013, o local oferece a experiência de caminhar sobre o mar por 9 metros em uma ponte de vidro. Definitivamente, um must-do!

A ilha Jeju é um dos destinos mais bonitos da Coreia do Sul. Mais: é listada como Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco. A ilha vulcânica abriga dezenas de espécies raras ou ameaçadas de extinção em três áreas: Parque Nacional de Hallasan, Seongsan Ilchulbong Peak e Geomun Oreum.  O Parque Nacional de Hallasan exibe a montanha mais alta da Coreia e Baengnokdam, uma cratera de 3 km de circunferência que se tornou um lago. Em Geomun Oreum, o destaque fica por conta dos tubos de lava formados há 300 mil anos.

E como a gastronomia também é parte da cultura, os foodies de plantão irão amar a Coreia do Sul. A culinária coreana, aliás, é riquíssima em aromas e sabores! Anote aí: vale a pena provar o hanjeongsik. Na verdade, não se trata de apenas um prato, mas vários. O banquete, que surgiu nos palácios reais e casas de aristocratas, começa com aperitivos. Em seguida, são servidos pratos principais bem temperados e, para finalizar, sobremesas e bebidas exóticas para paladares ocidentais, como o sikhye (bebida feita de arroz) e o sujeonggwa (chá de canela). Delicie-se!

Mais informações sobre Coreia do Sul:

Moeda: Won sul-coreano (KRW)
Idioma: Coreano
Melhor época para visitar: Maio e outubro, quando a primavera e o outono deixam as paisagens mais bonitas e o clima ameno. De junho a setembro, o clima é chuvoso e muito quente. De novembro a abril, há chances de nevar.

POR QUE VIAJAR PARA
COREIA DO SUL?
•  A gastronomia exótica é atração imperdível para os paladares apurados!
•  A capital Seul possui ótima infraestrutura, além de ser segura.
•  Seul funciona 24 horas e há sempre um passeio diferente para fazer a qualquer hora do dia.
•  Há belíssimas trilhas e paisagens naturais na Ilha de Jeju.
Solicite um
Orçamento
e viaje para Coreia do Sul!
© Raidho Viagens 2019 - Todos os direitos reservados
sites • lojas virtuais • sistemas