(11) 3383-1200
(11) 96648-6021
 › 
 › 
Uzbequistão

Viagem para ao Uzbequistão

Terra de nômades, construções soviéticas e cultura islâmica, o Uzbequistão é um país da Ásia Central ainda pouco explorado pelos turistas e muito, muito interessante. Por isso, também é o destino perfeito para viajantes aventureiros que buscam experiências únicas. Mais: o lugar é muitas vezes chamado de Capital Cultural da Ásia Central, já que tem muitos teatros e óperas. Há muito o que descobrir por lá!
Quando Viajar?
jan
fev
mar
abr
mai
jun
jul
ago
set
out
nov
dez
Melhor época
Boa época
Época não aconselhada

A história do Uzbequistão é marcada pela Rota da Seda, caminho que ficou conhecido como elo entre o Ocidente e o Oriente na Antiguidade. Assim como outros países da Ásia Central, como o Cazaquistão e o Quirguistão, o Uzbequistão teve um papel importante no intercâmbio de culturas, bens e ideias entre a Europa, a China e a Índia. O país é rico em joias arquitetônicas e tem cidades antigas com vendedores de tapetes e sedas, todos profundamente ligados com a história da Rota da Seda.


Quando você aterrissar em Tashkent, capital do país, perceberá que um passeio pela cidade convida a uma introdução ao mundo exótico. Na cidade antiga de Tashkent, você terá a chance de conhecer o complexo arquitetônico Khazrati Imam, que abriga as madrasas (escolas religiosas) de Barak-khan e Kafal Shohi, uma biblioteca conhecida por ter o autêntico Corão de Usman do século VII e as madrasas de Kukeldash e Abdulkasim, que datam os séculos XVI e XIX. Comuns em áreas de influência islâmica, os bazares também existem em Tashkent: o Chorsu Bazaar é um dos mais antigos mercados da cidade.


Entre muitos lugares para conhecer a história e a cultura do país, o Museu de Artes Aplicadas é um dos mais apreciados, com uma coleção de tecidos e itens de artesanato. Aliás, contemplar a arquitetura da bela casa que abriga o museu já vale a visita. Ainda há a Praça da Independência, que abriga o Monumento da Independência e Humanitarismo inaugurado em 1991, o Memorial da Segunda Guerra Mundial, o arco Ezgulik (situado na entrada da praça) e, como não poderia faltar, um belo teatro de ópera e balé. Há ainda a praça de Amir Timur, homenagem ao conquistador.


A cidade mais charmosa do Uzbequistão, no entanto, não é a capital. Khiva, uma cidade murada no meio do deserto, é encantadora. Quando estiver por lá, não deixe de visitar o complexo arquitetônico Ichan-Kala, importante centro comercial da época da Rota da Seda. Por lá também existem monumentos bem conservados, como a Torre de Kalta Minor, belíssima construção coberta por azulejos azuis, e a fortaleza Kunya-Ark, construída em 1688, composta por mesquitas, harém e aposentos. Outros pontos turísticos são as madrasas de Mohammed Rahim Khan e Islam Khodja, o Palácio Tash Hovli, o mausoléu de Pahlavan Mahmud, a mesquita Juma e a madrasa Allikulikhan.


Contemporânea a Roma, Atenas e Babilônia e com 2.500 anos de história, Samarkanda também foi eleita Patrimônio Mundial pela Unesco. Não deixe de visitar a Praça de Registan, circundada por belíssimas madrasas. Depois, vá ao mausoléu Gur-e Amir, cuja construção começou em 1401.


Há romance na história do Uzbequistão, claro! A Mesquita de Bibi Hanim começou a ser construída em 1399 e, diz a lenda, foi edificada a pedido de Bibi-Khanym, mulher de Amir Temur, como forma de mostrar o seu amor para o marido. Não deixe de fazer um passeio pelo Bazar Siab, um dos mercados mais antigos da Ásia Central, e provar pães, especiarias e doces típicos.


Bukhara, por sua vez, é uma cidade multifacetada e de vários epítetos. É conhecida como “sábia Bukhara“, “abençoada Bukhara“, “sacra Bukhara“ e “nobre Bukhara“. Também é considerada um dos maiores museus ao ar livre da Ásia Central porque abriga mais de 4 mil monumentos e tem mais de 5 mil anos de história. Por causa disso, em 1993, foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Comece visitando os Mausoléus dos Samánidas e Chashma-Ayub. Depois, siga até a Mesquita de Bolo Hauz e a Fortaleza de Ark, construída e ocupada no século V.

O Minarete de Kalyan é um dos pontos turísticos mais famosos da cidade e foi construído em 1127 para convocar os muçulmanos a rezar cinco vezes por dia. Outros pontos imperdíveis da região são a Mesquita Poi Kalyan, a madrasa Miri-Arab. a cúpula Toki Zargaron, as madrasas de Ulughbek e Abdullazizkan, a cúpula Toki Telpak Furushon, a mesquita Magoki Attory, a cúpula Toki Sarafon, o complexo arquitetônico Lyab-i Hauz (composto por madrasas e uma khanaka) e a madrasa Chor Minor, construída em 1807.

Mais informações sobre Uzbequistão:
Moeda: Som uzbeque (UZS)
Idioma: Uzbeque
Melhor época para visitar: De abril a junho o céu está limpo e os dias são claros, mas os ventos são frios. Ou seja, época perfeita para viajar. Julho e agosto são meses muito quentes, enquanto no período de setembro a novembro os dias têm clima ameno. Dezembro, janeiro e fevereiro são meses muito frios.

 

POR QUE VIAJAR PARA
UZBEQUISTÃO?
•  As cidades muradas são preservadíssimas e guardam milênios de história intocada.
•  O povo uzbeque é simpático e hospitaleiro.
•  Visitar o país é como passar o dia em um enorme museu ao ar livre!
•  É um ótimo destino para fazer compras.
Solicite um
Orçamento
e viaje para Uzbequistão!
Conheça os melhores roteiros para Uzbequistão
Uzbequistão – A Rota da Seda
7 dias / 6 noites
Transporte: Terrestre
Visitando: Tashkent, Khiva, Bucara , Samarcanda
A Rota da Seda foi o elo entre o Ocidente e o Oriente na antiguidade. Deixou ainda muitos mistérios à espe... [mais detalhes]
Uzbequistão e Turcomenistão
10 dias / 09 noites
Transporte: Terrestre
Visitando: Tashkent, Khiva, Bucara , Samarcanda, Ashgabat
Uzbequistão, riqueza história e cultura milenar. Fusão do mundo árabe, persa, indiano e do Cáucaso. Suas c... [mais detalhes]
© Raidho Viagens 2019 - Todos os direitos reservados
sites • lojas virtuais • sistemas