(11) 3383-1200
(11) 96648-6021
 › 
 › 
Islândia

Viagem para a Islândia

Vulcões, praias de areia negra e gêiseres são só o começo de uma viagem inesquecível pela Islândia. A variedade de paisagens naturais incríveis - e muitas vezes inóspita - parece infinita na longínqua terra do gelo e do fogo. Por ali, há muito o que explorar, mas nem sempre o tempo estará ao seu favor. Por isso, é importantíssimo aterrissar na ilha com um roteiro prático e bem focado. Preparado para uma incansável aventura em cenários de tirar o fôlego e descobrir mais sobre esse país encantador? Então, é só fazer as malas!
Quando Viajar?
jan
fev
mar
abr
mai
jun
jul
ago
set
out
nov
dez
Melhor época
Boa época
Época não aconselhada

Diz a lenda que Reykjavik (ou Reiquiavique, em português), a capital da Islândia, foi casa dos primeiros habitantes permanentes da ilha, o casal viking Ingólfur Arnarson e Hallveig Fróðadóttir, em 874 d.C. Hoje, é em Reykjavik que dois terços da população de cerca de 320 mil habitantes da Islândia vive. Quanto mais você se distanciar da capital, menores as vilas ficarão - sim, você ficará surpreso com o tamanho dos vilarejos que aparecem nos mapas! Desde a Idade Média a ocupação do país sofreu com a erupção de vulcões e em uma viagem pelo interior do país você facilmente constatará isso, já que é possível identificar os campos de lavas na beira da estrada.

A viagem geralmente começa em Reykjavík, capital da Islândia. Apesar das paisagens naturais serem o grande atrativo do país, a capital apresenta também pontos turísticos interessantes, como a bela catedral luterana Hallgrimskirkja e o National Museum, passeio ideal para os curiosos em saber um pouco mais sobre os vikings e a história da Islândia. E, claro, não faltam cafés charmosos, museus e restaurantes para se aclimatar ao, muitas vezes chuvoso, clima do lugar.

Nas proximidades do Aeroporto Internacional de Keflavík está a famosa Blue Lagoon, um spa de águas geotermais com temperaturas entre 37°C e 39°C. A água é rica em sílica e em outros compostos minerais, e possuem efeitos medicinais e anti-idade.

Nas proximidades de Reykjavík está o disputado Golden Circle, o primeiro circuito turístico da islândia e, provavelmente, o mais visitado. A região conta com uma série de atrações turísticas únicas. No parque de Geysir (os outros gêiseres do mundo receberam o nome em homenagem a este, aliás!) o destaque fica com o gêiser Strokkur, que expele água quente a mais de 35 metros de altura. Na região também estão as cascatas de Gullfoss, símbolo da Islândia, e que possuem uma interessante história de proteção ambiental por trás de sua avassaladora beleza. Por fim, uma visita ao parque natural de Thingvellir, onde é possível colocar um pé na Europa e outro na América na separação das duas placas tectônicas. Incrível, não? Nessa região também está a Secret Lagoon, uma lagoa de águas termais onde é possível tomar banhos em temperatura de cerca de quarenta graus. Ali, enquanto se banha, você poderá ver um gêiser em plena atividade.

No oeste da Islândia está a região de Borgafjördur, com seus fiordes, glaciares e cavernas. O  verde esmeralda das cascatas  Hraunfossar e Barnafossar te deixará encantado. Em uma viagem rumo a Akureyri, não deixe de visitar o Glaumbaer, uma antiga fazenda tradicional (Laufás) com os famosos telhados em grama, e hoje um dos mais famosos museus etnográficos da Islândia.

No norte da ilha está Akureyri, considerada a mais bonita cidade do país e um dos melhores lugares para fazer avistamento de baleias.  Próxima parada: Godafoss (cascata dos Deuses), símbolo da implementação do cristianismo na Islândia. Segue-se o lago Mývatn que desde 1974 é área de conservação natural e local privilegiado para os observadores de aves, fotógrafos e amantes da natureza.  Hora de se encantar com as pseudo-crateras de Skutusstadir e as construções de basalto e magma petrificados de Dimmuborgir, onde se acredita habitarem elfos. Na região também está a Detifoss, com 44 metros de altura por 100 de largura é considerada a maior cachoeira da Europa.

Se você tem o tempo ao seu favor - ou seja, pelo menos dez dias de viagem - a dica é se aventurar na Ring Road, estrada de 1 339 km de extensão que liga as principais regiões do país. Nesse roteiro mais completo, é possível conhecer as mais cênicas paisagens da Islândia em uma road trip inesquecível. A estrada não é sua praia? Sem problemas. A ilha conta com uma boa rede de aeroportos que ligam as principais regiões do país.

Mais informações sobre a Islândia:
Moeda: Coroa Islandesa (ISK)
Idioma: Islandês
Melhor época para visitar: Depende das suas intenções. A Islândia tem seus tesouros que são revelados em diferentes épocas do ano. A alta temporada acontece no verão, de junho a agosto, quando milhares de turistas aterrissam na ilha para explorar Reykjavik e o sul da ilha. A boa notícia é que apesar dos destinos turísticos estarem lotados, os dias são mais longos e as estradas que levam às terras altas estão abertas para veículos 4x4. Maio e Setembro são meses bons para quem prefere conhecer os destinos turísticos com menos multidão. De outubro a abril é a época perfeita para a prática de esportes de inverno, como esqui e visitas a cavernas de gelo. Além disso, é nesse período que as noites são mais longas e, portanto, há grandes chances de avistar a aurora boreal.

POR QUE VIAJAR PARA
ISLÂNDIA?
•  É um lugar único no mundo, com paisagens cênicas formadas por gêiseres, vulcões, cachoeiras, fiordes e praias de areia negra
•  É casa do maior glaciar da Europa
•  Destino perfeito para observadores de aves e amantes de fotografia
•  A aurora boreal é, por si só, um dos maiores espetáculos naturais
•  Experimentar pratos com a lagosta da região
•   Um mergulho em uma das lagoas de água termal fechará com chave de ouro a aventura
Solicite um
Orçamento
e viaje para Islândia!
© Raidho Viagens 2019 - Todos os direitos reservados
sites • lojas virtuais • sistemas